play_arrow

keyboard_arrow_right

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left

Institutas da Religião Cristã - Cartas

Institutas Da Religião Cristã – Cartas | Uma Breve introdução às Institutas

Pr. Elienai B. Batista 03/05/2019 165


Background
share close

Olá Seja bem-vindo!

Se você assistiu ao primeiro vídeo desta série, conhece a nossa proposta para a formação de grupos de leitura nas Cartas de João Calvino, que encontramos no Livro I das Institutas.

Como um recurso introdutório e para a preparação dos grupos de leitura, ofereço neste vídeo “Uma Breve introdução às Institutas da Religião Cristã”.

No futuro teremos um curso inteiro de Introdução às Institutas, mas, levando em consideração que os participantes do grupo precisam ter um certo conhecimento sobre a obra, apresenta esta breve introdução.

O AUTOR

Vamos começar falando sobre o autor das Institutas.

João Calvino nasceu em 10 de julho de 1509, em Noyon na França.

Como vocês sabem, Lutero fixou suas 95 teses na porta da igreja de Wittenberg em 31 de outubro de 1517 (Calvino tinha 8 anos).

Calvino estudou em Paris, Orleans (direito por um ano), e Bourges.

O pai de Calvino morreu quando ele tinha 22 anos. Após a morte de seu pai, Calvino voltou a Paris e se dedicou ao que lhe interessava, o estudo dos clássicos. E assim aos 23 anos escreveu seu primeiro livro, um comentário da obra De Clemmentia de Sêneca.

Os estudiosos dizem que a conversão de Calvino aconteceu em algum momento entre 1528 e 1532.

Em Paris, Calvino esteve cada vez mais envolvido com aqueles humanistas que eram inclinados à Reforma.

Diante das perseguições que se intensificaram em Paris, Calvino teve de fugir. Em 1535 (quando tinha 26 anos), ele foi para a Basiléia (Suiça), onde se instalou na casa de uma viúva chamada Catarina Klein.

Calvino dedicou-se à leitura, ao estudo do hebraico, ao estudo dos Pais da Igreja, e da Teologia.

Já fazia um tempo que Calvino pensava em escrever sobre a fé cristã. Estando na Basiléia, ele teve as condições para este trabalho, e dedicou-se integralmente a isso.

Segundo os estudiosos, a primeira edição das Institutas tinha sido terminada em 1º ou 23 agosto de 1535. Mas a obra só foi lançada em março de 1536.

A OBRA

Segundo os estudiosos o termo “Instituição” ou “Instituta” tem o significado de “instrução” ou “manual”.

Segundo o Dr. David Calhoun, um estudioso das Institutas, poderíamos traduzir o título em latim como: “Manual de Instrução na Religião Cristã”, ou simplesmente “Instrução Básica na Fé Cristã”.

Portanto, o nome indica qual o propósito da obra.

A primeira edição das Institutas, foi publica em latim, por editores da Basiléia em março de 1536.

A primeira edição continha 6 capítulos. Sendo que os quatro primeiros, seguiam o formato do Catecismo Menor de Lutero, que foi publicado em 1529. O catecismo de Lutero trata dos seguintes temas: os Dez Mandamentos, o Credo dos Apóstolos, o Pai-Nosso e os Sacramentos.

Na primeira edição, Calvino seguiu a mesma ordem, e acrescentou dois assuntos de natureza mais polêmica sobre “os falsos sacramentos” e “a liberdade de um cristão”.

Isso tem levado alguns estudiosos a falarem desta primeira edição como uma espécie de catecismo. Era um livro de 10 por 15 centímetros com 520 páginas.

Depois da primeira edição, diversas outras edições em latim e também em francês foram publicadas. Ao todo foram oito edições em latim e cinco traduções para o francês.

Com as sucessivas edições em latim, surgiram alguns problemas. O acréscimo de material prejudicou a estrutura e a organização da obra. Além disso, alguns capítulos eram longos demais.

Diante disso, e também à luz de que Calvino ficara doente no inverno de 1558, imaginando que chegava ao fim de sua vida, Calvino se esforçou grandemente para reformular a obra inteira.

Segundo Alister McGrath os acréscimos nessa última edição (1559) foram poucos. Essa edição se destaca mesmo pela sua nova estrutura e organização. O material foi dividido em 4 livros. Os capítulos se tornaram menores, transformando-se agora em 80 capítulos subdivididos em parágrafos, o que facilita a leitura.

TRADUÇÕES EM PORTUGUÊS

Temos quatro traduções em português.

  • Edição da Editora Fiel. Uma tradução da primeira edição (1536). A tradução do latim foi feita pelo Rev. Valter Graciniano Martins;
  • Edição Especial da Editora Cultura Cristã. Uma tradução da edição francesa de 1541 (latim 1536 e 1539), a tradução foi feita pelo Dr. Odayr Olivetti;
  • Edição Clássica da editora Cultura Cristã. É uma tradução do Dr. Waldyr Carvalho Luz, a partir da edição latina de 1559;
  • Edição da Editora UNESP. É uma tradução da edição latina de 1559. A tradução foi feita por Carlos Eduardo de Oliveira com diversos outros tradutores.

Nesta série de vídeos sobre as Institutas, usaremos a edição da editora UNESP.

Isto quer dizer que as perguntas e suas respectivas respostas serão feitas com base no texto da edição da UNESP.

Se você utilizar outra edição, deverá fazer as devidas adaptações.

Se você está organizando um grupo de leitura conforme sugerimos no primeiro vídeo, não esqueça de verificar os documentos para a organização do grupo. Veja o link na descrição.

Confira também na descrição do vídeo um link para um teste sobre as Institutas.

Obrigado por sua atenção.

Que o Senhor te conceda graça e paz!

Avalie seus conhecimentos

Esta série é um oferecimento da editoraclire.com.br e da plataforma todaescritura.org.

Tagged as: .

Rate it
Previous episode

Post comments

This post currently has no comments.

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *